en | pt | es | fr | it | de | ja | Login

Orfeu da Conceição

Orfeu da Conceição

Show full item record
Title: Orfeu da Conceição
Arranger: Antonio Carlos Jobim
Composer: Antonio Carlos Jobim | Vinicius de Moraes
Lyricist: Vinicius de Moraes
Author: Odeon | Antonio Carlos Jobim | Antonio Carlos Jobim | Vinicius de Moraes | Vinicius de Moraes | Antonio Carlos Jobim | Roberto Paiva | Luiz Bonfá | Antonio Carlos Jobim
Date: 1956
play Overture
This will be replaced by the SWF player

play Monólogo de Orfeu
This will be replaced by the SWF player

play Um nome de mulher
This will be replaced by the SWF player

play Se todos fossem iguais a você
This will be replaced by the SWF player

play Mulher sempre mulher
This will be replaced by the SWF player

play Eu e o meu amor
This will be replaced by the SWF player

play Lamento no morro
This will be replaced by the SWF player

Note:
Overture (1 lado A) / Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes; Monólogo de Orfeu (2 lado A) / Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes; Um nome de mulher (1 lado B) / Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes; Se todos fossem iguais a você (2 lado B) / Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes; Mulher, sempre mulher (3 lado B) / Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes; Eu e o meu amor (4 lado B) / Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes; Lamento no morro (5 lado B) / Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes
Trilha sonora da peça teatral Orfeu da Conceição, de Vinicius de Moraes, baseada em “Orfeu e Euridice”, drama da mitologia grega.
Há dois exemplares do LP 10 pol. contendo contra capas diferentes, uma com texto de Vinicius de Moraes e outra com títulos de discos lançados pela Odeon.
Description: Em maio de 1956, Tom é apresentado ao poeta e diplomata Vinicius de Moraes, no bar Villarino, reduto boêmio do centro do Rio de Janeiro, pelo jornalista e crítico de música Lúcio Rangel. Vinicius buscava um parceiro para a música de uma “ópera popular negra” que havia escrito, intitulada Orfeu da Conceição, uma transposição do mito grego de Orfeu para uma favela carioca, e Lucio havia se encantado com a Sinfonia do Rio de Janeiro. As canções de Orfeu começam a ser compostas pelos dois, no apartamento de Tom, na rua Nascimento ­Silva 107, em Ipanema, e Se todos fossem iguais a você seria o começo de uma das amizades e parcerias mais instantâneas, fraternais, prolíficas e duradouras da história da música popular brasileira. A peça estreia no Theatro Municipal do Rio de Janeiro em setembro de 1956, com Haroldo Costa no papel de Orfeu, direção de Leo Jusi, cenário de Oscar Niemeyer, regência de Leo Peracchi, bateria, Juca Stockler, e o violão de Orfeu, Luiz Bonfá. Em outubro, por iniciativa de Aloysio de Oliveira, a Odeon lançaria um LP de dez polegadas com a trilha musical da peça, com Bonfá ao violão e Roberto Paiva na voz de Orfeu. No ano seguinte, 1957, Orfeu da Conceição viraria filme, dirigido pelo francês Marcel Camus, com o título de Orphée Noir. Para o filme, Tom e Vinicius fariam outras canções, entre elas, A felicidade. O filme faria grande sucesso, sendo premiado com a Palma de Ouro do Festival de Cannes e com o Oscar de melhor filme estrangeiro de 1959.
Type: LP
Subject:
Orfeu da Conceição, peça teatral
PAIVA, Roberto
BONFÁ, Luiz
MORAES, Vinicius de
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-format: 1 disco: 33 1/3rpm; estéreo; 10 pol.;
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-description_origin: APACJ
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-contributor_editor: Odeon

Files in this item

View Files Size Format
thumbnail orfeu.capa.jpg 743.5Kb JPEG image
thumbnail orfeu.contracapa.jpg 1.228Mb JPEG image

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record