en | pt | es | fr | it | de | ja | Entrar

Depoimento para a posteridade

Depoimento para a posteridade

Apresentar o registro completo
Título: Depoimento para a posteridade
Autor: Antonio Carlos Jobim
Diretor::::::: Ricardo Cravo Albin
Autor: Antonio Carlos Jobim | Ricardo Cravo Albin | Raimundo Wanderley | Oscar Niemeyer | Dori Caymmi | Chico Buarque | Vinicius de Moraes | Museu da Imagem e do Som
Data: [1967]
play Tom no MIS 1
This will be replaced by the SWF player

play Tom no MIS 2
This will be replaced by the SWF player

play Tom no MIS 3
This will be replaced by the SWF player

play Tom no MIS 4
This will be replaced by the SWF player

Resumo: ACJ tenta se lembrar de passagens da sua infância e juventude. Comenta sobre sua iniciação musical, seus parceiros e os primeiros trabalhos. Descreve a divisão da parceria com Newton Mendonça. Fala da Bossa Nova: ela influenciou muito mais o jazz do que o contrário, mas hoje o termo perdeu o sentido. Críticas às gravadoras, rádios, editoras e sociedade brasileira em geral: "Não guardamos fontes de consulta! Não existe a música escrita". Lembra da gênese da "Tereza da praia". Vinicius de Moraes o ajuda em vários momentos ao lembrar dos trabalhos em Brasília, o primeiro encontro, a parceria e os problemas da peça Orfeu da Conceição. ACJ diz que tem feito muitas músicas novas, mas não dá os títulos porque são provisórios. Lamenta não poder comparecer a todos convites que recebe, mas que vai buscar "completar a coleção" com os prêmios que não pôde receber. Diz que o músico tem que se mostrar; principalmente nos EUA. Fala sobre orquestração e composição, e diz que o música orquestrada ou popular são completamente iguais em importância. Menciona que não tem uma música sua preferida, mas que se arrepende de ter feito algumas. Pretende, inclusive, editar um "albumzinho direito" com Vinicius, corrigindo letras e melodias. Elogia a juventude brasileira que está "tomando pé da realidade" e diz que o Brasil mudou muito desde que ele esteve nos EUA.
Observação: Digitalizado em 2006 no próprio MIS pela equipe de Roberto de Oliveira. A foto que ilustra esta planilha (p14f016) foi tirada durante a entrevista. No final da gravação, Ricardo Cravo Albin menciona "exatas três horas" de gravação, entretanto, o documento possui apenas 2h38min31seg.
Descrição: A gravação está dividida em quatro fitas cassetes. Há falha na gravação dos 30m20seg aos 30min55seg. Também estão presentes Mario Rocha e Michel Simon, que fazem pequenas interferências.
Tipo: Gravação oral
Assunto:
GNATTALI, Radamés
LEÃO, Nara
BLANCO, Billy
ROSA, Noel
JOBIM, Jorge de Oliveira
"Foi a noite"
Bando da lua
GORDINE, Sacha
LOBO, Fernando
Bar Villarino
Clube da chave
RANGEL, Lúcio
BARROSO, Ary
Museu da Imagem e do Som
FERNANDES, Alcides
PINTO, Marino
DURAN, Dolores
MENDONÇA, Newton
Gravadora Continental
CANHOTO, Geraldo
KOELLREUTER, Hans Joachim
Os Quitandinhas
SOLEDADE, Paulo
PIXINGUINHA
FROTA PESSOA, Celso
VILLA-LOBOS, Heitor
DONATO, João
GILBERTO, João
OLIVEIRA, Roberto de
ALVES, Lúcio
FARNEY, Dick
"Tereza da praia"
"Garota de Ipanema"
ROCHA, Mario
DEODATO, Eumir
GAROTO
SIMON, Michel

Arquivos neste Item

Ver Arquivos Tamanho Formato
thumbnail p14f016.JPG 90.66Kb imagem JPEG

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo